2leep.com

22 de fev de 2011

Tatsunoko vs. Capcom: Ultimate All-Stars - Nintendo Wii

No final de 2008 o Wii recebeu com exclusividade no Japão o jogo de luta "Tatsunoko vs. Capcom: Cross Generation of Heroes", nova investida da Capcom na popular série "vs." que fez sucesso nos anos 90 pela mistura de personagens da Capcom e da editora Marvel.

Desta vez os heróis da produtora de games encararam figuras da Tatsunoko, notória produtora nipônica de desenhos animados dona de franquias famosas, como "Speed Racer", "Gatchaman" e "Neon Genesis Evangelion". Além disso, o título atualizaou o formato da série, trazendo gráficos tridimensionais com filtro cel shading (que aproximam o estilo ao gráfico de desenhos animados) e uma mecânica simplificada, com menos botões.

O título recebeu críticas muito positivas do público e imprensa oriental, mas a princípio ficarria restrito ao mercado de lá por conta das dificuldades de licenciamento dos personagens da Tatsunoko aqui no ocidente.

Ainda assim, a Capcom provou mais uma vez que é uma das desenvolvedoras de games mais produtivas e empenhadas e trouxe "Tatsunoko vs. Capcom" para este lado do planeta, agora com o subtítulo "Ultimate All-Stars". Não apenas isso, uma série de novidades marcantes foram implementadas, como personagens inéditos, ajustes nos controles e a opção de partidas online.

Golpes especiais exagerados

A estrutura básica permanece a mesma estabelecida por "X-Men vs. Street Fighter", de 1996: duplas de lutadores se enfrentam em combates de golpes e movimentos exagerados, como pulos gigantescos, combos aéreos e magias que ocupam a tela inteira, causando dezenas de acertos no oponente. Durante a partida é possível trocar de personagem a qualquer momento e até realizar golpes especias em dupla.

"Tatsunoko vs. Capcom" inaugura duas novas técnicas que ajudam a equilibrar lutas e adicionam certa dose de estratégia. Um deles é o Mega Crash, que consome dois níveis da barra de especial e um pequeno pedaço de energia, mas permite quebrar qualquer combo realizado pelo oponente - mesmo em golpes especiais.

O outro é o Baroque, que sacrifica a parte vermelha da energia de seu lutador (parcela de saúde perdida, mas que se recupera quando se troca de lugar com o parceiro) em troca de força extra por um pequeno período de tempo, o que ajuda a deixar combos potentes ainda mais fortes.

Fáceis de usar e difíceis de dominar, o Baroque e o Mega Crash trazem uma camada extra de profundidade e deixam partidas imprevísiveis e empolgantes, revitalizando o esquema utilizado há anos por outros jogos.


O desafio de Chun-Li

A variedade de personagens é grande e eclética, privilegiando tanto figuras famosas (como Ryu e Chun-Li) quanto personagens não tão clássicos (a exemplo de Mega Man Volnutt, da vertente "Legends" da franquia). Os heróis da Tatsunoko são em grande parte desconhecidos deste lado do planeta, mas não deixam de ser interessantes. De fato, muitos até remetem vagamente a personages dos "vs." anteriores - Tekkaman lembra Capitão América e Casshan tem traços de Captain Commando.

Adicionalmente, "Ultimate All-Stars" traz ajustes que equilibram ainda mais os embates, anulando combos infinitos e outros deslizes presentes na edição japonesa. Na prática esta acaba sendo uma versão "Champion Edition" ou "2nd Impact", em comparação ao que a própria Capcom fez com "Street Fighter", pois traz ajustes e novos lutadores.

Banner Planos Rapid-Share e MegaUpload 1

0 comentários:

Postar um comentário

2leep.com